dezembro 11, 2011

A Culpa do Câmbio, Segundo GNews

Está explicada a origem da crise européia: faltou ajustar os preços pela taxa de câmbio na hora da criação do Euro, segundo a jornalista Elisabeth Carvalho que fez a matéria para o GloboNews Documento sobre a Europa. Depois de um engenheiro dar um palpite (3:57min de programa) que "a medida dos preços seguiu a regra de um por um. O Euro valia o dobro do Marco Alemão, mas os preços são os mesmos, só mudaram o símbolo das moedas", a jornalista seguiu em tom apocalíptico com a explicação (4:23min de programa):

"Uma baguete, um franco. Era este o preço que vigorava antes de primeiro de janeiro de 2002, quando o Euro começou a circular. Mas, no mosaico das moedas européias, o Euro valia dois Marcos na Alemanha e na França valia seis Francos, o que significava que, da noite para o dia, os franceses passaram a pagar seis vezes mais para comprar uma baguete. Na Grécia, seguindo este raciocínio, o preço de um pão se multiplicou em níveis estratosféricos: um Euro valia 341 Drakmas."

Depois de ouvir isto, desliguei a televisão e fui dormir, amaldiçoando os cinco minutos perdidos na minha vida.

Abraços!

2 comentários:

Leonardo Monasterio disse...

Ótimo! Rs rs rs....

Cláudio disse...

Ah, meu caro. A Globonews é maravilhosa! É um universo paralelo onde as leis da economia não se aplicam. Por exemplo, é sabido que um dos efeitos nefastos da inflação é a perda da confiança na moeda que se tem em mãos e a corrida para gastá-la o mais rápido possível antes que ela desvalorize. Rá! Isso no nosso mundinho preso à realidade. Para a Globonews, a recente queda no consumo se deveu à... Inflação! O mundo da Globonews é o único lugar onde as pessoas, diante do aumento da inflação, esperam para ver até onde o dindim vai se desvalorizar.