outubro 25, 2007

PhD de Elite

Em algum lugar dos Estados Unidos:

— O que é isto, cabo Fasolo?!?!? O que você está fazendo?

— Estou jantando, comandante, mas eu...

— Como assim "estou jantando, comandante"??? E a lista de exercícios? Já terminou a prova?! Tá achando que eu sou moleque em acreditar neste papo de "estou jantando"?

— É só um prato de massa, comandante...

— Você está achando que eu sou moleque? Tá achando que eu sou moleque??? MO-LE-QUE!!! Moleque é o senhor, cabo Fasolo!!! MOLEQUE É O SENHOR!!!!

— Eu precisava parar um pouco, estava cansado, comandante. Virei a noite trabalhando na lista de exercícios...

— E você acha justo que, em um país como os Estados Unidos, alguém possa passar uma noite montado em apenas uma lista de exercícios??? Que tipo de luxo é este?!?!?!?! Tinha que ter feito ao menos duas listas e mais uma das três apresentações para a semana que vem!!! O SENHOR É UM MOLEQUE!!!!

— Já estou voltando para o escritório: termino duas apresentações hoje à tarde e...

— Só duas apresentações?!?!? O senhor é um fanfarrão, cabo Fasolo! UM FANFARRÃO!!! E a prova?!?!? E as outras duas listas de exercícios! O senhor é muito folgado, cabo Fasolo, FOL-GA-DO!!! O senhor deve achar que todo mundo aqui é moleque, não? MOLEQUE É O SENHOR!!! MOLEQUE É O SENHOR, CABO FASOLO!!!! O senhor trate de apresentar as duas apresentações: quando estiver terminado, eu lhe passo mais duas listas de exercícios!

— Senhor, sim, senhor! Obrigado pela atenção, senhor!

— Está dispensado, cabo. E deixe o macarrão aqui...

(Texto puramente ficcional e inspirado no cotidiano de um aluno de PhD em economia. Nada a ver com Tropa de Elite.)

Abraços!

Um comentário:

ph disse...

Muito bom, senhor, muito bom.